Pessoa Física atuando sem registro: Deve efetuar o Registro Profissional junto ao Conselho. Caso seja estagiário, deve apresentar cópia xerox autenticada do Termo de Compromisso de Estágio assinado e carimbado pelas partes envolvidas (estagiário, Empresa contratante, Instituição de Ensino). Caso persista a irregularidade, o processo administrativo é encaminhado ao Ministério Público para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

 Profissional de Educação Física irregular: Deve procurar o Conselho para resolver suas pendências, documentais ou financeiras. Condutas tipificadas no Código de Ética Profissional apresentam defesa de acordo com o artigo da autuação. Caso contrário, é aberto processo ético e julgado pela Comissão de Ética Profissional e por ela determinada punição, que varia entre advertência escrita até o cancelamento do Registro Profissional.

Estabelecimento sem registro: Caso não efetue o Registro junto ao Conselho, o processo administrativo aberto durante a fiscalização é encaminhado ao Ministério Público. O Estabelecimento responde também, pelos Profissionais que atuam no local, portanto, caso tenha algum Profissional irregular ou Pessoa Física sem registro Profissional, a empresa deve se justificar por permitir essa atuação irregular e solicitar sua regularização. Estabelecimentos registrados, porém irregulares, ficam passíveis de multa e, em alguns casos, o fechamento do local.