Belo Horizonte sedia Congresso Científico sobre Futebol

Mais de seiscentos congressistas e cerca de quarenta palestrantes se reuniram de 15 a 17 de Novembro, na Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG durante o Soccer Science Congress. O objetivo foi discutir e aprimorar o conhecimento e a expertise de todos aqueles que trabalham ou que desejam se inserir no mercado do Futebol. O evento contou com a parceria do Conselho Regional de Educação Física da 6ª Região Minas Gerais – CREF6/MG.  

“Reunimos grandes nomes da área e profissionais que trabalham em grandes clubes para compartilhar seu conhecimento prático do dia a dia com os acadêmicos e futuros Profissionais. O CREF6/MG é um grande parceiro nosso, um incentivador principalmente nas ações que tangem a formação de novos Profissionais de Educação Física para o mercado de trabalho e, aqui exclusivamente, para o mercado de trabalho do futebol”, declarou o Presidente do Congresso, Prof. Dr. Varley Teoldo da Costa.

Durante a cerimônia de abertura, o Conselheiro Federal de Minas Gerais e Professor aposentado da UFMG, Prof. Dr. Emerson Silami Garcia, foi homenageado pelos anos dedicados à Instituição e por sua grande contribuição ao Futebol. “O mais importante desta homenagem é observar que vários dos organizadores e participantes do Congresso foram meus alunos. Vejo este momento como um reconhecimento pelo pouco que eu fiz por eles, como alunos, e pelo futebol”, agradece Emerson. Ele já passou por grandes Clubes como Botafogo e Real Madrid, pela Seleção Brasileira, e atualmente é Fisiologista do Cruzeiro Esporte Clube. 

O Presidente do Congresso, Varley Teoldo da Costa, o Conselheiro Federal MG e Professor aposentado da UFMG, Emerson Silami Garcia e o Presidente do CREF6/MG, Claudio Augusto Boschi.

O CREF6/MG também foi homenageado pelos serviços prestados e contribuição ao mundo do Futebol. A homenagem foi recebida pelo Presidente do Conselho, Claudio Augusto Boschi, que participou da cerimônia de abertura.

A estudante de Educação Física Amanda Cristina Leite Brito viu no Congresso uma oportunidade de direcionar a profissão e analisou o mercado de trabalho para as mulheres. “É bem complicado ainda, mas acho que muitas portas estão se abrindo. Há muitos times femininos crescendo, como exemplo, o time do América F. C em Belo Horizonte, que já é referência no futebol feminino do Brasil”.

 

 

 

O também estudante de Educação Física Jefferson Clayton Alves Moreira pretende levar informações do Congresso para o projeto que auxilia.  “A intenção é aplicar o conhecimento adquirido, principalmente sobre categorias de base, no Projeto social de Futebol realizado com as crianças da comunidade onde eu moro.”