Dia Mundial do Diabetes – Exercício aeróbio diminui os níveis de glicose no sangue

Um Diagnóstico do Ministério da Saúde revelou que o número de brasileiros portadores de Diabetes aumentou 61,6%, entre 2006 e 2016. Trata-se de uma doença que impede o organismo de produzir o hormônio insulina, que é responsável por controlar a glicose no sangue. Esse controle é importante pois evita diversas consequências  para a Saúde, como insuficiência renal, infarto do miocárdio, cegueira, amputação de membros etc. Desde 1991, o Dia Mundial do Diabetes, celebrado em 14 de Novembro, serve para  alertar Governos e a Sociedade, para que promovam ações de prevenção e conscientização com o objetivo de diminuir os casos de Diabetes.

Essa doença possui o Tipo 1, que é autoimune e geralmente diagnosticado na infância ou adolescência. O Tipo 2, sendo o caso mais comum, detectado em pessoas acima dos 40 anos e associado à genética. O Diabetes Gestacional, que atinge as mulheres grávidas. E outras variações que dependem do desenvolvimento da doença no organismo.

Evento sobre o Dia Mundial do Diabetes, promovido pela Santa Casa

A união de várias Profissões da área da Saúde é importante no tratamento do Diabetes, como explica a Profissional e Mestranda em Educação em Diabetes Bia Bicalho [CREF 00422/MG], que trabalha com um grupo de pacientes diabéticos Tipo 1, no Centro de Especialidades Médicas da Santa Casa de Belo Horizonte. “Minha maior missão na Santa Casa é educar as pessoas para o tratamento desta doença autoimune. Nossa equipe é Multidisciplinar e o paciente passa obrigatoriamente por uma Nutricionista, Psicóloga, Enfermeira, Farmacêutica, Endocrinologista, pelo setor de Pé Diabético e pela Educação Física. Empoderamos estes pacientes sobre como tratar a doença da melhor forma para eles”, diz.

A prevenção e controle do Diabetes envolve a adoção de um estilo de vida saudável. Com bons hábitos alimentares, visitas periódicas aos Profissionais de Saúde e prática orientada e regular de Atividades Físicas. “Normalmente, o tratamento para o Diabetes Tipo 1 é feito com injeções diárias de insulina, além de uma alimentação com pouco açúcar e baixa quantidade de carboidratos. Também é importante que os pacientes mantenham a prática regular de Exercícios sob orientação de um Profissional de Educação Física habilitado, para ajudar a controlar os níveis de açúcar e manter um metabolismo regulado. O tratamento do Diabetes Tipo 2 é feito com remédios para controlar a glicose no sangue, como metformina, glibenclamida ou gliclazida, por exemplo, prescritos pelo Clínico ou Endocrinologista. Mas, dependendo do estado de Saúde do paciente, pode ser necessário o uso da insulina. Uma alimentação controlada e o Exercício Físico regular também são essenciais para o controle correto da doença e um envelhecimento com Saúde e com menos medicamentos. Os Exercícios Aeróbios diminuem os níveis de glicose no sangue, estimulam a produção de insulina, aumentam a sensibilidade celular à insulina, aumentam a capacidade de captação de glicose pelos músculos e diminuem a gordura corporal, a qual está relacionada ao diabetes tipo 2”, orienta a Profissional Bia Bicalho.

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, o tema da campanha deste ano é “Família e o Diabetes”. Desde 2002, uma temática é abordada pela Federação para desenvolver as ações do Dia Mundial do Diabetes.

 

Mestrado com foco nos adolescentes com Diabetes

A Profissional Bia Bicalho desenvolve uma dissertação com o objetivo de estimular a prática de Atividade Física entre adolescentes com Diabetes Tipo 1 por meio do aplicativo Whatsapp. “A intervenção realizada no processo de saúde através das tecnologias mobile, estão cada vez mais presentes no nosso cotidiano. Pensando assim, criou-se a ideia de uma intervenção via WattsApp, com objetivo de alcançar os adolescentes do Centro de Especialidades Médicas da Santa Casa”, diz.