Encontro Acadêmico sobre Exercício Físico é realizado na UFMG com o apoio do CREF6/MG

No dia 10 de Junho de 2016, o Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais – ICB/UFMG em parceria com Centro Desportivo da Universidade Federal de Ouro Preto – CEDUFOP realizou, com o apoio do Conselho Regional de Educação Física da 6ª Região Minas Gerais – CREF6/MG, o Encontro Acadêmico sobre Exercício Físico, Sistema Imune e Inflamação.

O evento teve como objetivo realizar um intercâmbio interdisciplinar entre profissionais atuantes no mercado de trabalho, pesquisadores e estudantes de Educação Física, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Nutrição e Medicina.

“Estes assuntos possuem uma aplicabilidade muito grande. Nossa expectativa é que este evento abra novos caminhos e traga para os Profissionais de Educação Física novas perspectivas de pesquisa e interação com a área da saúde”, anseia o organizador do Evento, Professor Albená Nunes da Silva.

Passo a ter outros olhares sobre o tema e não só o oferecido pelo nosso departamento e nosso laboratório de Educação Física. Consigo aprofundar um pouco mais o assunto a partir de outros olhares. São geradas mais perguntas e mais ideias de pesquisa a partir deste intercâmbio”, afirma a estudante de Educação Física da UFOP Karine Neves.

“Exercício Físico, Sistema Imune e Inflamação são áreas com grande potencial de atuação tanto na conduta clínica, quanto na pesquisa básica e na extensão universitária.

A Profissional de Educação Física Larissa Ferreira atua na área de Saúde da Família e participou do evento devido ao seu caráter interdisciplinar. “É fundamental pra prevenção de doenças, promoção da saúde, controle de agravos e, principalmente na saúde pública, precisamos desse intercâmbio. Discutir o mesmo assunto, falar a mesma língua com áreas próximas é importante para efetividade da intervenção profissional.”

O Médico Mauro Teixeira foi um dos palestrantes e tratou sobre “resposta inflamatória”. De acordo com o Médico, que também é professor do ICB/UFMG, é preciso discutir o lado prático do exercício profissional. “As graduações às vezes têm um lado muito prático. Ao aprender o porquê das coisas, é possível melhorá-las. Então, esse encontro é um pouco isso, tentar dar um olhar diferente. Fazer o profissional repensar a sua prática”.

Os participantes do Evento puderam discutir a aplicação prática dos resultados das pesquisas em desenvolvimento e firmaram futuras colaborações e interações. Todos receberam Kits desenvolvidos pelo CREF6/MG.