“Pela lógica, onde é mais provável que você faça exercícios?” questiona o epidemiologista Manuel Franco.

“Não se tratava apenas de concluir que as instalações esportivas importam, no sentido de que você vai fazer mais atividade física e ter menos obesidade, menos diabetes ou menos hipertensão e, portanto, melhor saúde e menos doenças cardiovasculares. Isso tinha que ser estudado e demonstrado”, explica o especialista em saúde pública, um dos pesquisadores da Universidade de Alcalá, que cruzou dados sobre recursos esportivos e a prevalência de diabetes e obesidade na população de 40 a 75 anos na cidade de Madri.

Os resultados "conclusivos" foram que as áreas com menos academias e centros esportivos tiveram 22% e 38% mais casos de obesidade e diabetes tipo 2, em comparação com as comunidades com mais instalações.

Por outro lado, comunidades com menor nível socioeconômico apresentaram maiores taxas de obesidade - 13%, e diabetes - 17%, do que aquelas com menor disponibilidade de instalações, mas maior nível socioeconômico. Entre as mulheres, a prevalência de diabetes é mais que o dobro dos homens que vivem em áreas com as mesmas características - 24% - 10%. Comparada com outros tipos de atividade, a Atividade Física realizada em instalações desportivas está associada a maiores gastos metabólicos e a maiores benefícios para a saúde e prevenção de doenças como obesidade ou diabetes. Além disso, a presença de pessoal qualificado também leva a práticas de exercícios físicos mais benéficas.

Os pesquisadores, recomendam aumentar as ofertas nas áreas mais pobres, "na forma de novas instalações esportivas mensais gratuitas ou de baixo custo; porque há evidências de que instalações esportivas com preços variáveis ​, como taxas por aula, são barreiras sociais ao acesso a instalações desportivas para pessoas de baixo nível econômico". As abordagens da Atividade Física na comunidade e os planos de implementação da atividade física "devem levar em conta a cultura esportiva e os gostos da população, pois quanto mais se aproximam dos gostos da população local. as pessoas se beneficiam, e há maior persistência e capacidade de completar essas rotinas" Concluiu, por fim.